CategoryViajar e refletir

5 Dicas para quem quer fazer Intercâmbio

Intercâmbio! Esse pode ser o sonho de muitos, principalmente jovens estudantes que almejam conhecer e explorar um novo país, com toda sua cultura e belezas naturais e experiências, aliando educação, estudos e trabalho.

Mas para que tudo de certo no seu intercâmbio, seja ele com o objetivo de aprender um novo idioma, realizar um curso ou trabalhar, alguns cuidados e planejamentos são indispensáveis para não deixar nada pendente no meio do caminho.

No artigo de hoje, você vai ver 5 dicas essenciais para quem quer realizar um intercâmbio. Vamos aos preparativos?

1.      Qual o seu objetivo?

O primeiro passo é saber o que você espera de um intercâmbio? É aprender um idioma em específico? Trabalhar? Apenas viajar e conhecer um lugar diferente, com cultura diferente? Se você não tem um objetivo estabelecido, dificilmente escolherá o país ideal. Também é possível realizar o pensamento inverno: para qual país você gostaria de ir? Esse país é forte em intercâmbio? Qual o atrativo dele: estudos, trabalho? Dessa forma, você poderá se planejar e pesquisar quais são os itens obrigatórios para realizar o intercâmbio.

2.      Providenciar os Documentos

Definido o país e o tipo de intercâmbio, é hora de providenciar os documentos. E essa é a parte mais burocrática, porque exige correr atrás de passaporte, visto e do tipo de visto certo (como visto de estudante por exemplo). Aproveite para saber quais são os documentos de porte obrigatório no país escolhido. Lembre-se de sempre levá-los consigo e deixar em um local de fácil acesso, caso seja solicitado.

3.      Precisa de Seguro Viagem?

Seguro Viagem funciona como um plano de saúde para quem está viajando. Embora ele não seja obrigatório em todos os países, é item essencial para qualquer destino. Isso porque ele serve como medida preventiva em caso de acidentes. Já pensou pegar uma simples catapora em outro país? Nos EUA, por exemplo, os custos com hospitais são altíssimos e se você não possui seguro viagem, certamente irá gastar muito, muito mais do que planejado. Com o seguro, quem arca com os custos é a operadora contratada. Ou seja, antes prevenir do que remediar. Afinal, saúde em primeiro lugar sempre. Até do outro lado do mundo.

4.      Pesquisar a cidade e as redondezas do destino escolhido

Pesquise os pontos da cidade escolhida para o intercâmbio. Qual bairro vai ficar? O que tem nas redondezas, qual o perfil de pessoas pode encontrar? Aproveite para montar um roteiro dos pontos que você gostaria de conhecer e até levantar os custos com turismo. Afinal, seja qual for o objetivo do seu intercâmbio, é claro que você vai querer aproveitar para passear, não é mesmo?

5.      Pense sobre alimentação, medicamentos e vestimentas

Parece bobo, mas essa questão é especial. Com o entusiasmo de realizar o intercâmbio, acabamos nos esquecendo de coisas do dia a dia como: remédios de uso contínuo, onde e o que comer, quantas roupas levar etc. Pense em como preparar suas refeições para evitar comer fora todos os dias. Até porque, você não vai passar só alguns dias fora. Ninguém quer voltar para casa cheio de dívidas não é mesmo? O mesmo vale para roupas. Em relação aos

5 curiosidades sobre a África

A África é um extenso continente, terceiro na lista dos maiores, repleto de muitos mistérios e segredos ainda não revelados.

5 curiosidades sobre a Africa

Berço de quase todas as civilizações, acredita-se que grande parte dos povos do mundo descente de um ancestral em comum que viveu, neste continente.

Mesmo a África sendo um continente conhecido pela sua pobreza extrema e péssima condições que seus habitantes vivem, é impossível negar a grande diversidade cultural e natural que a mesma possui.

Também, ela é um excelente destino para quem deseja aprender mais sobre uma cultura completamente diferente e desvendar alguns dos seus mistérios.

Por este motivo, separamos cinco curiosidades sobre a África, para instigar mais a sua curiosidade e você colocar o continente como o seu próximo destino.

Lar dos maiores mamíferos do mundo

A África é lar de alguns dos maiores mamíferos terrestres do mundo, como o elefante e a girafa.

O elefante africano pode chegar a medir ate 3,2 metros de comprimente e pesar incríveis seis toneladas.

Ao contrario do elefante asiático, o que vive na África é maior, além de possuir orelhas mais proeminentes e claro, as famosas presas de marfim.

Já as girafas africanas, são consideradas o mamífero mais alto do mundo, podendo chegar a ate 5 metros e estima-se que no continente exista cerca de nove subespécies da mesma.

Infelizmente ambos, estão ameaçados de extinção, o elefante pela caça predatória em busca de marfim e as girafas pela grande dificuldade atual de conseguirem alimentos.

A Europa é ali do lado

Mesmo sendo dois continentes completamente opostos, principalmente economicamente, a Europa e a África se distanciam por apenas 14 km.

Essa pena distancia recebe o nome de Estreito de Gibraltar, onde também ocorre a separação de dois grande oceanos, o Mediterrâneo e o Atlântico.

Do lado Europeu do estreito, encontra-se a Espanha, já no lado do continente Africano, Marrocos e Ceuta.

Ainda, há rumores que os governantes de ambos os lados desejam construir uma ponto para interligar os dois continentes, além de construir a ponte mais longa do mundo.

Falando francês

Outra característica peculiar do continente é que o francês é um dos idiomas mais falados, onde especialistas apontam que o idioma é mais usado lá, do que na própria França.

A região, onde o idioma é utilizado no continente é composta por oito estados, onde a grande incidência do idioma se deve a colonização no passado pelos franceses.

Além do francês, outros idiomas falados por grande parte da população do continente é: inglês, zulu, português e o criolo.

O maior deserto do mundo

Você com toda certeza já deve ter ouvido falar do deserto do Saara, considerado um dos maiores do mundo.

Mesmo o Saara não tendo a sua extensão 100% no continente africano, é lá que se encontra a maior parte do mesmo, cerca de um terço do território da Africa.

A extensão do deserto pode ser comparada a área total dos Estados Unidos, dividindo a Africa em dois, o norte e a Africa Sub-Saariana.

Mesmo sendo considerado um dos locais mais quentes do mundo, podendo chegar a temperaturas absurdas no verão, 2,5 milhões de pessoas habitam o deserto.

Também, o deserto do Saara é considerado um ambiente rico em historia, onde é possível encontrar muitos fosseis de dinossauros, animais já extintos e vestígios de civilizações mortas.

A extensão do deserto é isenta de vegetação, fugindo a regra a região que margeia o Rio Nilo, e poucos oásis encontrados por sua extensão.

Trânsito inglês

Outro país que teve grande influência na cultura do continente africano em decorrência da colonização foi à Inglaterra.

Um dessas influencias pode ser observada ate hoje no trânsito das cidades da Africa, em que se utiliza o modelo de mão inglesa, onde se dirige do lado direito.

Essa característica pode ser confusa para turistas que não estão acostumados com esta mão de direção, podendo ate mesmo considerar o trânsito um pouco caótico.

Essas são apenas algumas curiosidades a cerca do continente Africano, sendo quase impossível de listar todas devido à grande extensão do continente e riqueza da sua história.

Se você procura um lugar para aprender mais sobre nossos antepassados e sobre culturas, espécies e regiões diferentes, visite a África, você não ira se arrepender.

Quer saber mais curiosidades da África, clique aqui.

Intercâmbio na África do Sul em detalhes

A África do Sul é um destino surpreendente e pouco escolhido pelos intercambistas. Muitas vezes, por falta de conhecimento sobre o país os estudantes de intercâmbio perdem a informação que a África do Sul foi colonizada em 1795 pela Inglaterra. Dentre os 11 idiomas oficiais da África do Sul, está o Inglês, sendo o mais comum e tido como o idioma geral do país. Para quem vai estudar idiomas lá tem uma vasta opção.

Neste post você verá algumas dicas que vão e ajudar no planejamento de um período de intercâmbio na África do Sul. Confira a seguir:

Intercâmbio na África do Sul em detalhes

O visto para a África do Sul

Para cursos de até 90 dias de duração, o país não exige visto para os estudantes interessados. Porém, para cursos de duração estendida, o governo exige comprovação de renda e um seguro viagem para África do Sul com cobertura para intercâmbio.

Ao contrário de muitos países, o visto da África do Sul não permite que o estudante trabalhe de forma remunerada no país, apenas de forma voluntária.

Por pior que possa parecer, essa vedação ao trabalho remunerado abre a oportunidade de o estudante enriquecer o currículo com trabalho voluntário. Hoje em dia, o trabalho voluntário é muito bem visto pelos especialistas em recrutamento, e trabalho voluntário em território estrangeiro é riquíssimo para o currículo.

Aprender Inglês na África do Sul

A África do Sul é um dos destinos mais baratos quando se pensa em fazer um intercâmbio para estudar inglês. Sem falar que o Inglês é uma das línguas mais faladas no país, portanto não será um problema para o estudante acelerar seu aprendizado exercitando o idioma no dia-a-dia.

A África do Sul já se prepara há muito tempo para receber os estudantes que buscam estudar inglês em seu território, portanto boas opções de curso de idiomas não faltam. E com a crescente onda de brasileiros, os cursos tem até pacotes específicos para os intercambistas vindos do Brasil.

Portanto, não se preocupe com qualquer questão relacionada à qualidade do idioma ou sobre ser bem recebido, o país está plenamente preparado para acolher os estudantes brasileiros.

O custo da África do Sul

Uma boa notícia, o custo de um intercâmbio na África do Sul é bem abaixo dos outros países de língua inglesa. Um curso para estudar inglês por 1 mês na África do Sul é de aproximadamente 400 dólares por semana. Isso é a metade da quantia para se estudar inglês na Inglaterra e nos Estados Unidos, o que faz da África do Sul um destino bem atraente para aquele estudante com o orçamento mais apertado.

Há também o fator cambial, já que o rand, a moeda da África do Sul, é muito desvalorizado em relação ao real. Esse fator, torna o custo de vida no país muito baixo, ainda mais para quem vai com dólares. Os gastos com moradia, transporte, estudo e alimentação ficam muito mais em conta do que outros países, e você poderá usar o dinheiro excedente em uma ótima cobertura de seguro viagem.

O clima e a paisagem da África do Sul

O país tropical oferece um clima bem similar ao do Brasil, portanto não haverá problemas de aclimatação do estudante. E os dias ensolarados trazem juntos ótimas opções de atividades, com praias ótimas para o surf. Mas se for surfar, não esqueça de garantir o seguro viagem antes, é uma excelente escolha para não ter preocupações em casos de imprevistos emergenciais médicos.

Também é possível fazer safaris e outros passeios pelas montanhas, desertos e savanas do país, que ainda guarda muito de sua vegetação nativa. Em alguns picos mais altos das montanhas do país é possível até encontrar neve. A biodiversidade é um fator preponderante nas paisagens sul-africanas, e passeios ecológicos não vão faltar.

Com essas informações em mãos, o estudante intercambista pode ter certeza que a escolha pelo país do outro lado do oceano é uma boa ideia. O custo, o clima e o idioma já são razões suficientes para ir para lá, e o país é lindo para onde quer que se olhe. Qualquer um que pise em solo sul-africano corre o risco de não querer voltar.

E então já decidiu fazer seu intercâmbio na África do Sul? Agora é só procurar uma empresa especialista em intercâmbios, contratar um seguro viagem (clique no link para cotar um seguro viagem) e fazer as malas!